Neopets e sua base de jogadories surpreendentemente progressiva

Como um jogo que parou no tempo consegue ser um refúgio para grupos marginalizados

Aviso de conteúdo: Descrições de diversas microagressões contra grupos marginalizados.

Além disto, este texto vai problematizar o cânone neopiano. Se você não gosta de críticas de mídia que falam de questões de justiça social, não leia esta postagem.

Observação: Para que a distinção fique mais fácil, vou me referir ao site/jogo em geral como Neopets, enquanto vou me referir aos animais em si como neopets (ou pets).


Infelizmente, acredito que eu não possa apenas pular para qual é o ponto deste texto e ser entendide por todo mundo

Então... Neopets. Acredito que muita gente já tenha ouvido falar ou jogado um pouco, ainda que a maioria das pessoas que eu tenha encontrado que dizem que jogaram não tenham nem arranhado a superfície do que Neopia e corpos celestes adjacentes têm a oferecer.

Isso porque, apesar do sucesso que só existe por sua complexidade, a maioria das pessoas só conhece Neopets como uma versão de tamagochi para navegadores: um jogo aonde você cria um bicho e "tem que" alimentar, brincar, curar quando fica doente e/ou poucos pontos de vida, e para ganhar dinheiro para fazer isso de forma eficiente você precisa jogar uns jogos simples feitos com Flash.

(As aspas são porque neopets nunca morrem, ainda que o jogo tenha incentivos para que você deixe sue pet feliz e saudável.)

Portanto, eu acredito que seja bom explicar duas coisas sobre Neopets: qual o ponto de jogar algo que parece tão simples, e como um jogo que parece tão simples pode demonstrar elementos problemáticos.

A complexidade de Neopets

Ainda que Neopets se baseie em ter bichos para cuidar e jogar joguinhos simples para ganhar dinheiro, aqui estão algumas possibilidades de coisas a se fazer no site que atraem jogadories dedicades:

  • Obter espécies/cores raras de neopets (algo que pode requerer gastos de milhões de neopontos);
  • Obter troféus de jogos (algo que pode requerer investimento para conseguir boas pontuações);
  • Obter itens colecionáveis (existem selos, conchas, coleções de cartas, e cada usuárie pode criar uma galeria para colocar os itens que preferir, inventando o tema que quiser);
  • Participar/ganhar de concursos de arte que envolvem desenhos, escrita e/ou outras coisas;
  • Personalizar cada neopet e neocasa com itens legais e coerentes;
  • Dedicar-se a jogos específicos que são mais complexos ou a longo prazo do que os jogos em flash que chamam mais a atenção de iniciantes;
  • Participar de batalhas contra NPCs ou pets de outras pessoas usando o sistema único do site, que envolve tanto treinar atributos quanto comprar equipamento;
  • Participar de neofóruns e associações para conversar e conhecer outres jogadories.

Basicamente, Neopets está mais para um MMORPG e/ou collectathon complexo do que para um tamagochi, se você conhece melhor o site.

O mundo de Neopets

Ok, talvez tenha algum motivo para pessoas com mais de 12 anos se dedicarem a entrar num site de pets virtuais todo dia. Mas eu falei de problematizar, e nada do que citei parece ter muito espaço para demonstrar misoginia, racismo ou queermisia, fora talvez o que jogadories decidirem escrever ou desenhar. Então aonde estão esses elementos?

Pois bem, o mundo de Neopets possui bastante história; lore. Cada mundo ("terra"/"país") de/em volta de Neopia (o planeta) possui sua história, alguns mundos possuem cores de neopets inspiradas em si, existem eventos de vez em quando que contam histórias de acontecimentos importantes (geralmente introduzindo novos mundos ou alguma parte de tais mundos), e existem um monte de outras histórias contadas por meio de jogos, itens, ou material no site como Galeria do Mal ou Neopédia.

É material em abundância para mais de 20 anos de site, então vou só dar alguns exemplos dos problemas mais constantes.

Racismo

  • Alguns textos mencionam o quanto existem "natives" violentes e perigoses na Ilha do Mistério (que é pra ser um mundo com uma floresta tropical);
  • Existem itens, lugares e histórias que usam uma palavra estigmatizada contra quem é Romani para descrever um acampamento de estereótipos de tal grupo;
  • Estereótipos orientalistas são usados na construção de personagens/histórias/lugares de mundos como Shenkuu e Deserto Perdido;
  • Como na maior parte dos mundos fantásticos, espécies diferentes que agem como humanas aparentemente possuem predisposições a terem certas personalidades ou certos gostos. Como um exemplo disso, a maioria das fadas vilãs são fadas da escuridão, e embora nem todas elas sejam más, são poucas as fadas vilãs que não são da escuridão, e nenhuma delas é fada da luz, até onde eu sei;
  • Falando nisso, as fadas geralmente seguem um padrão de beleza branco europeu. Dentre as dezenas de fadas que aparecem em histórias ou pelo site, apenas 4-5 não parecem ser baseadas em pessoas brancas.

Colonialismo (porque isso precisa de uma seção separada)

  • Mundos novos geralmente são apresentados aes jogadories como descobertas. Mesmo que tais mundos sempre sejam construídos de forma que já haviam personagens vivendo lá por anos, eles são citados como descobertos no ano em que foram introduzidos. Como um exemplo, Brucey B é citado como o descobridor do Deserto Perdido que supostamente estava escondido há anos, ainda que a história que introduza jogadories a tal mundo mostre que já tinha gente vivendo lá e que Brucey só foi até lá, sem ter nem revelado magicamente este mundo ou qualquer coisa assim;
  • A Central de Neopia é para ser meio que um mundo padrão básico, ainda que características como ter bastante comércio e campo verde e ser no hemisfério norte de Neopia façam com que esta escolha não seja tão neutra quanto parece;
  • Cavaleires de Meridell roubaram um artefato mágico da Citadela de Darigan, fazendo com que a terra ficasse infértil e o povo ficasse doente, e mesmo que tal artefato tenha sido destruído e que a Citadela também tenha cometido atrocidades contra Meridell, nunca se falou da possibilidade de haverem reparações ou ajuda para a Citadela de Darigan, ou de haverem ações feitas contra Meridell ou seu governo por ter participado disso;
  • Nomes de vários lugares parecem ser muito mais baseados em uma visão de fora do que de dentro. O Deserto Perdido é perdido para quem? A Ilha do Mistério é misteriosa para quem? Seriam os Bosques Assombrados também assombrados para quem vive lá? A Central de Neopia é central para quem?

Apagamento da possibilidade de ser NHINCQ+

  • Todes es neopets são machos ou fêmeas;
  • Todas as fadas são mulheres e possuem apresentação considerada feminina. Isso não sou eu apagando a possibilidade de uma espécie que "na verdade não tem gênero porque só existe um gênero"; o fato de que todas as fadas são mulheres é citado várias vezes;
  • Relacionamentos amorosos raramente são representados em Neopets, e é proibido fazer casais entre pets com dones, mas nas poucas histórias aonde há casais ou paixões, são sempre um neopet homem e uma neopet mulher;
  • Embora existam formas de "trocar o gênero" de sues pets, esta possibilidade nunca é explorada ou mencionada em histórias oficiais.

Sinceramente, eu poderia continuar e falar sobre como há uma predominância de terras governadas por reis, rainhas ou princesas; sobre como há piadas em cima de aparências fora do padrão; sobre como conceitos capacitistas são usados para humor ou horror; entre outros problemas comuns em mídia fantástica que não deveriam mais estar acontecendo. Mas acho que já deu pra entender que Neopets está naquele nível enraizado de contribuição com opressões mesmo não tendo a intenção.

Como as regras de Neopets acabam sendo uma faca de dois gumes

Ainda que vários dos elementos de Neopets possam não ser atraentes ou bem compreendidos por crianças, o site também foi feito para elas. Assim, ainda que para acessar os Neofóruns e outras formas de comunicação do site com menos de 13 anos seja necessária uma permissão por escrito de ume responsável, certos assuntos são proibidos ou devem ser evitados em fóruns, associações, neomails e afins, incluindo:

  • Relacionamentos (você não pode buscar namoro/sexo pelo site, dar muitos detalhes sobre seus relacionamentos ou inventar relacionamentos para sues neopets);
  • Contato físico mais picante que andar de mãos dadas;
  • Política (o que inclui falar de correntes políticas, de eleições, de partidos, de movimentos sociais e de opressões);
  • Religião (o que inclui mencionar qualquer deuse);
  • Sites ou programas de mensagem externos (mesmo mencionar algo como Discord ou o nome de algum site de fã não certificado pode render advertência);
  • Pedir contato para fora do site.

Isso parece ridículo num mundo dominado por redes sociais, aonde você pode pesquisar por um nome de usuárie ou real e achá-lo em 4 outros sites. Mas Neopets e suas funções sociais existem antes de redes sociais serem consideradas tão banais, e numa época em que anonimidade na internet era uma regra e não uma exceção.

Por um lado, é praticamente impossível alguém aprender sobre comunismo ou questões trans em comunidades no Neopets. Por outro, você não vai encontrar suásticas ou pessoas dizendo que queers vão queimar no inferno.

Isso faz com que, ao contrário de outras comunidades que envolvem fãs adultes de jogos e/ou bichos, não tenha havido uma grande puxada da comunidade para a direita, ainda que também não seja possível chamar a atenção de alguém de forma explícita e construtiva quando há algum episódio de capacitismo, exorsexismo, gordemisia ou afins que é normalizado demais para ser possível de denunciar.

Além do centrismo

Minha experiência com comunidades no Neopets atualmente é que elas parecem ser mais progressivas do que um meio "centrista" qualquer, por alguns pequenos atos que vejo por aí.

Acredito que isso tenha a ver tanto com a aparência quanto com as regras do site. A aparência de ser um site para brincar e cuidar de criaturas fofas afasta o tipo misógino e atrai mulheres e pessoas queer, e a falta da possibilidade de alguém ficar xingando sem receber consequências ou dando em cima de outras pessoas faz com que menos pessoas com a mentalidade gamer tóxica frequentem o site.

Isso também significa que pessoas que geralmente sofrem em outros jogos online por conta de outres jogadories possam também jogar um jogo que é tão competitivo quanto quiserem competir (porque não há um objetivo específico a ser cumprido). Não há a pressão de fazer o que outras pessoas querem ou ser xingade.

Mesmo assim, eu não duvido que seja um ambiente rico (por ter muita gente que começou a jogar em épocas em que ter internet era mais raro), branco (por conta de colonialismo/estereótipos racistas que não podem receber críticas), de pessoas que enxergam bem e de pessoas que possuem boa coordenação motora (embora não sejam todas as atividades que precisem de boa coordenação motora).

Quero ressaltar que estas são tendências baseadas nas minhas impressões. Como não se pode falar dessas coisas, é difícil ter certeza do quanto as pessoas que jogam realmente são brancas/ricas/queer/etc.

Um lugar sem política?

Por mais que seja chato eu ter que ter medo de falar sobre meus conjuntos de linguagem ou relacionamentos, e não poder falar sobre Orientando/Colorid.es mesmo que seja algo que esteja ocupando tempo no momento, e por mais que os fóruns não estejam tão ativos quanto antes, eu gosto bastante de poder passear nos neofóruns sem precisar ter ansiedade porque a qualquer momento posso ver um comentário dizendo "só existem dois gêneros" ou "bi é atração por todos os gêneros e pan é uma orientação bimísica" ou "LGBTABCXYZ".

Isso não significa que eu vou "me isolar de ambientes de ativismo". Eu posso existir em diferentes ambientes. Mas também acho muito bom ter lugares nos quais posso conversar com gente que não conheço sem precisar ter tanto medo de intolerância em relação a eu ser não-binárie.

Mas é algo recomendável?

É difícil começar a jogar Neopets hoje em dia, se você nunca teve conta e não sabe o que está fazendo. Fazer com que jogos Flash funcionem já é difícil, e o site em português está extremamente quebrado faz anos.

Ainda que tenha bastante gente brasileira jogando, as pessoas que falam português em geral abandonaram os neofóruns em português. Há um tópico no fórum de eventos em inglês para pessoas que falam português, mas ele não é muito ativo.

Se você não se importa com o trabalho que você vai ter para obter seus objetivos no jogo com todas as limitações de um site criado há décadas e com uma quantidade razoável de coisas quebradas que estão sendo consertadas lentamente (quando estão), por favor, junte-se a nós.

Agora, se você não quiser, eu também não vou te julgar. Eu coloquei aquelas coisas problemáticas lá em cima justamente para que uma decisão mais bem informada seja possível.